sábado, 9 de julho de 2022

120ª Compra - BBDC3

 Investimento do mês: Bradesco ON


Adquiri 17 unidades a R$ 16,69 o exemplar. 



Proventos recebidos em junho:



Composição da carteira:



Desempenho:



Pizza:



Evolução patrimonial:



Histórico de proventos recebidos e aporte (mensal):



Histórico de proventos recebidos e a receber (anual):



Bom dia, boa tarde, boa noite, estimados amigos! Findamos mais um doze avos do ano e cá estamos para mais uma atualização deste humilde projeto de investimentos. 

E este mês é especial: completo 10 anos do projeto "O Investidor Miserável". Alcancei a marca de 120 compras ininterruptas e um terço do caminho proposto. Sei que o desempenho não está nada satisfatório e que poderia ter comprado BOVA11 ao invés de ter resultado abaixo do índice, contudo seguirei focado na estratégia pois ainda penso que a disciplina vence a inteligência preguiçosa.

Falando em disciplina, o aporte do mês foi nas ações do Bradesco. Frente a cotação descontada, estou antecipando as compras do próximo ano (meu objetivo em 2023 é alcançar 637 ações). Deduzi que estava fazendo um excelente negócio pagando R$ 16,xx no BBDC3 e, para minha surpresa, atualmente a cotação está abaixo de R$ 15. Mas essa é a natureza da renda variável, quem entrar pensando em resultados imediatos vai se frustrar, para obter êxito é preciso paciência e perseverança. 

Assim, com a compra desse mês, faltam 20 ações do BBDC3 para alcançar 637. (637 + 10% de bonificação = 700 ações)

No tocante ao desempenho, frente a queda forte da bolsa minha carteira performou em -9,29%. O índice ficou em -11,5% no mês de junho. Ainda assim me mantive acima do patamar dos 21k.

Os proventos recebidos em junho importaram em R$ 133,68. Isso representa 55% do valor que aporto mensalmente (R$ 242,80). Vai engordar bastante a compra do mês de julho. 

Aproveitando a postagem aniversarística, vou detalhar mais sobre o início do projeto e o que motivou tirá-lo do papel.

Meados de 2011 eu era trader e havia contratado um serviço de um sistema para análise gráfica que custava mensalmente R$ 120. Pagava religiosamente o boleto, mas nunca com o lucro das operações que fazia. Aquele desembolso mensal (sem retorno algum) mais os prejuízos da minha frustrante experiência de trader despertou uma reflexão: "E se eu tivesse colocado esse valor do software em ações?"

Na época esse valor representava 20% de um salário mínimo. Por isso optei por seguir aportando os 20% de um salário mínimo todos os meses.

Paralelo a isso, descobri a blogsfera e percebi que havia um universo de investidores compartilhando seus desempenhos, conquistas e dores. Isso me motivou a desenvolver o meu humilde projeto de investimentos, agora de forma pública. 

Com frequência sou questionado se o valor divulgado aqui é todo o meu investimento. Reforço que o projeto do Investidor Miserável é uma fração dos meus investimentos.

O racional por trás da nomenclatura do "Investidor Miserável" se embasou no tamanho do meu aporte. Como a maioria dos outros investidores da blogsfera aportava cifras expressivas e o meu aporte era o mais baixo de todos (e acredito que ainda segue sendo), no momento não me ocorreu nenhum outro adjetivo para qualificar o projeto. 

Outro fator que motivou o projeto foi a curiosidade. Quanto que 20% ao mês investidos em ações podem render em 30 anos? Muitas pessoas consideram esse valor desprezível (R$ 242,40). Outras não investem por falta de controle financeiro, mas se tivessem disciplina poderiam investir até mais que isso. Então o Investidor Miserável possui um certo "cunho científico" ao mensurar o quanto essas cifras desprezadas investidas em ações podem alcançar no longo prazo.  

E também serve para comparar com o gasto mensal de um fumante (acredito que um fumante gaste até R$ 242,40 por mês em cigarros). Daqui 20 anos saberemos o quanto o valor "investido" em cigarros teria performado, se seria melhor investir no tabaco processado ou nas ações da Souza Cruz (saudades da CRUZ3).

Alcancei os primeiros 10 anos, reforço o convite para seguirem me acompanhando pelos próximos 20. 



https://www.instagram.com/investidormiserave/


Abraços efusivos, bons investimentos e até o próximo mês. 


8 comentários:

  1. Muito bom! No meu último post eu também contei um pouco da minha história no mercado de ações. Não tive essa fase de trader, mas eu era um sardinha abissal...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, amigo Mago... Se tivesse lido a obra do Décio Bazin antes de começar a investir, certamente teria patrimônio maior hoje. Mas enfim, foi um aprendizado.

      Excluir
  2. Fala miserável. Eu como um amante da eficiência e do longo prazo, gostei bastante da sua estratégia e história. Acredito muito nessa forma de viver a vida "de grão em grão" gosto muito da história do frentista de posto nos EUA que morreu com mais de 8milhões em ações aos 90.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como costumo comentar por aqui, o aporte não é o meu ponto forte então tenho de focar na disciplina.

      Que interessante esse história do frentista, Peão Playboy. Vou dar uma investigada. Se tiver algum link para compartilhar eu agradeço.

      Excluir
  3. Legal sua história! Quando comecei eu era meio trader tbm, na verdade fui contratado por uma corretora pra desenvolver programas pra fazer backtests de estratégias com médias móveis e depois disso não parei mais, mas depois de uns 3 anos de estudos e testes, não achei nenhuma estratégia boa o suficiente que desce lucro em qualquer mercado, médias móveis dependem muito da tendência, mercado de alta dá lucro, mercado lateral quase só prego, então abandonei essa parte.

    Eu acho seu estudo uma excelente ideia, 10% de um salário mínimo é algo que qualquer pessoa que tenha controle financeiro consegue aportar. Sigo acompanhando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Bilionário,

      não sabia do seu histórico de trader, espero que tenha tido desempenho positivo porque eu, infelizmente, faço parte da estatística de quem especulou e se deu mal kkkkk

      É ousado controlar a ganância, quando o mercado está altista tudo sobe. O problema é quando muda a tendência e vc está acostumado com ganhos expressivos. Gosto muito de uma frase do Buffett sobre especulação que me serviu como uma luva:

      "Quando a alavancagem funciona, ela amplia seus ganhos. Sua esposa acha que você é um gênio e seus vizinhos ficam com inveja. Mas a alavancagem é viciante. Após lucrar com suas maravilhas, poucos conseguem voltar para práticas mais conservadoras e como sabemos, qualquer número positivo, por mais impressionante que seja, evapora quando multiplicado por zero. A história mostra que a alavancagem produz zeros com muita frequência, mesmo quando utilizada por pessoas inteligentes."

      Excluir
  4. Parabéns meu caro, te acompanho desde que comecei a investir (2015).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lisonjeado por acompanhar, amigo Pedrinho. Abraço e bons investimentos!

      Excluir