quinta-feira, 4 de novembro de 2021

112ª Compra - BBDC3

 Investimento do mês: Bradesco ON


Adquiri 13 unidades a R$ 18,08 o exemplar.



Proventos recebidos em outubro:



Composição da carteira:



Desempenho:



Pizza:



Evolução patrimonial:



Histórico de proventos recebidos e aporte (mensal):



Histórico de proventos recebidos e a receber (anual):



Bom dia, boa tarde, boa noite, estimados amigos! Encerramos mais um doze avos do ano e cá estamos nós para mais uma atualização deste humilde projeto de investimentos.

Não diferente de setembro, outubro teve predomínio de força vendedora. Com isso, a minha carteira ficou com desempenho de -1,48%. Realmente a bolsa assusta quem nunca teve experiência com renda variável. Essa oscilação inibe aqueles que buscam evolução de patrimônio financeiro em formato de "escadinha". 

E falando em oscilação de patrimônio, apesar da queda, fechei o mês acima dos 20k (R$ 20.907,51 para ser mais preciso).

No tocante aos proventos recebidos, em outubro recebi os tradicionais juros sobre capital do Bradesco (R$ 7,21). 

Falando em Bradesco, com a compra deste mês alcancei metade do objetivo: 505 ações. Como a minha meta é comprar 100 ações por ano (utilizando o benefício da bonificação - e acreditando que ela vá ocorrer todos os anos) para o próximo ano precisarei comprar "apenas" 41 ações (546 + 10% = 600).

Para comprar 41 ações hoje eu precisaria aproximadamente de R$ 700. Considerando que o salário mínimo do ano que vem vai ficar nos patamares dos R$ 1.200,00 e eu invisto mensalmente 20% de um salário mínimo (R$ 240) em aproximadamente 3 meses eu alcanço a meta do ano para as ações ordinárias do Bradesco. 

Num cenário mais otimista, caso a bolsa se desvalorize muito devido o cenário eleitoral, eu poderia conseguir alcançar o objetivo em até 2 meses com o reinvestimento de dividendos. Mas independendo se for 2 ou 3 meses, o importante é que são cada vez menos meses para alcançar esse objetivo a cada ano que passa. 

Entendo que a cotação caiu bastante com diminuição das margens devido o aumento da competição no setor, porém há pouco o Banco divulgou um baita lucro e com o ROE acima de 18%. Sei que estou bem concentrado e que esta cotação descontada não é de graça, mas os resultados seguem sólidos e seguirei focado no objetivo. 

Para este mês era isso que gostaria de compartilhar com vocês. Aproveito para formalizar o convite para me acompanharem no YouTube e Instagram. 


https://www.instagram.com/investidormiserave/

Abraços efusivos, bons investimentos e até o próximo mês!


quarta-feira, 13 de outubro de 2021

111ª Compra - SHUL4

Investimento do mês: Schulz PN

Adquiri 100 unidades a R$ 10,16 o exemplar.

* Compra acima do valor médio devido a venda da posição em WEGE3.

Proventos recebidos em setembro:


Composição da carteira:


Desempenho:


Pizza:


Evolução patrimonial:


Histórico de proventos recebidos e aporte (mensal):


Histórico de proventos recebidos e a receber (anual):


Bom dia, boa tarde, boa noite, estimados amigos! Viramos o mês e cá estamos nós para mais uma atualização deste humilde projeto amador de investimentos.

O mês de setembro fechou com bastante força vendedora e com isso, as ações do Bradesco tiveram uma queda considerável e o desempenho da carteira afundou. No mês fiquei com -9,15%. Estamos com bastante volatilidade e ainda estamos longe do cenário eleitoral (que historicamente deixa o mercado ainda mais sensível). Acredito que ano que vem teremos bastante promoções na bolsa.

No tocante a compra do mês, conforme havia comentado nas postagens anteriores, estou migrando algumas posições para small caps. O aporte foi bem acima do valor usualmente praticado devido a venda da posição das ações da Weg. 

Entendo que a Weg tem uma avenida de crescimento, é uma empresa muito bem gerida só não sei o quanto este crescimento está no preço. Portanto, o racional da compra se embasou em migrar o recurso de uma empresa com valor de mercado de 170 bi para uma empresa que também está crescendo, também é bem gerida e que tem valor de mercado abaixo de 2 bi. 

Os proventos recebidos foram os tradicionais juros sobre o capital do Bradesco. 

Sobre as próximas compras, estou considerando vender a posição em Ambev para migrar para uma nova small cap. Vocês tem alguma sugestão de empresa de baixo valor de mercado com bom potencial de crescimento? Desde já agradeço as sugestões. 

Para esse mês era isso que gostaria de compartilhar com vocês. 

Gostaria de formalizar o convite para me acompanharem no YouTube e o no Instagram. 


https://www.instagram.com/investidormiserave/

Abraços efusivos, bons investimentos e até o próximo mês. 




 

segunda-feira, 20 de setembro de 2021

110ª Compra - TRPL3

 Investimento do mês: Transmissão Paulista ON


Adquiri 15 unidades a R$ 32,10 o exemplar.



Proventos recebidos em agosto:



Composição da carteira:



Desempenho: 



Pizza:



Evolução patrimonial:



Histórico de proventos recebidos e aporte (mensal):



Histórico de proventos recebidos e a receber (anual):



Bom dia, boa tarde, boa noite, estimados amigos! Viramos o mês e cá estamos nós para mais uma atualização deste humilde projeto de investimentos. 

Gostaria de formalizar o pedido de desculpas pelo atraso na postagem deste mês. O motivo do atraso é procrastinação. Fiquem confortáveis em me hostilizar nos comentários pela demora na postagem. 

Então vamos ao que interessa: em relação ao desempenho, fechei o mês com rentabilidade negativa de -0,20%. O que me conforta é que o IBOV caiu -2,47%. 

No tocante ao patrimônio fechei agosto abaixo dos 23k. E pelo jeito que setembro está indo tem tudo para ir mais abaixo ainda. 

E sobre os proventos recebidos, no mês de agosto costumava receber os proventos da UGPA3, mas como ela não faz mais parte da carteira ocorreu esse desfalque e o total de proventos recebidos importou em R$ 36,60.

Falando em proventos, o aporte do mês de agosto foi mais reforçado graças aos proventos gordos que entraram no mês de julho e foram integralmente reinvestidos em TRPL3. 

O racional por trás do investimento em Transmissão Paulista está embasado no potencial de crescimento que a empresa tem, frente aos novos projetos que ela está investindo, o robusto pagamento de proventos e o histórico de rentabilidade sobre o patrimônio líquido (ROE):



Acredito que se a cotação não subir muito conseguirei alcançar o meu objetivo de fechar 2021 com 100 ações da TRPL3.



Pelos meus cálculos, faltaria aproximadamente R$ 170 para alcançar a meta estipulada no início do ano. Sei que é ousado de alcançar, ainda mais se tratando de renda variável. Porém, se a bolsa não subir muito nos próximos meses e entrarem mais alguns proventos, a meta tem tudo para ser alcançada e superada. 

Para este mês era isso que gostaria de compartilhar com vocês.

Mais uma vez peço desculpas pela demora na postagem. 

Aproveito para reforçar o recado para me acompanharem no YouTube e Instagram.


Abraços efusivos, bons investimentos e até o próximo mês!

quarta-feira, 4 de agosto de 2021

109ª Compra - BBDC3

Investimento do mês: Bradesco ON

Adquiri 10 unidades a R$ 23,09 o exemplar. 



Proventos recebidos em julho:


Composição da carteira:


Desempenho:



Pizza:



Evolução patrimonial:



Histórico de proventos recebidos e aporte (mensal):



Histórico de proventos recebidos e a receber (anual):



Bom dia, boa tarde, boa noite, estimados amigos! Findamos mais um mês e cá estamos nós para  mais uma atualização deste humilde projeto amador de investimentos. 

E o mês de julho azedou: desempenho de -3,12%. No patrimônio recuei para os patamares dos 22k e de positivo só os proventos recebidos:



Não foi o recorde de proventos recebidos, porém o valor recebido superou o aporte. E é a segunda vez que isto ocorre neste projeto. Prova de que o efeito de bola de neve dos juros compostos está fazendo efeito. 


E este foi o melhor mês de julho da história do projeto no tocante ao recebimento de proventos. Considerando o que está provisionado o que recebi neste ano, até o momento a renda passiva está em R$ 743 e ainda temos mais 5 meses para colher os rendimentos das empresas que sou sócio.  

Sobretudo, estou considerando ajustar a estratégia. Frente a tributação de dividendos e ao peso em empresas maiores, planejo nas próximas compras me posicionar mais em small caps. Tenho feito algumas alterações nas posições e pretendo intensificar a mudança. 

Small Caps são empresas de menor capitalização (até 5 bi) e com menor liquidez. Consequentemente, elas não estão nos holofotes e acabam sendo desprezadas pelos grandes investidores porque qualquer cifra mais expressiva causa muito barulho para montar ou desmontar posição. 

E analisando o caso de algumas empresas da carteira, penso que é bem desafiador de uma empresa como, por exemplo, a Ambev, líder do seu setor, dobrar de tamanho. O valor de mercado dela hoje está acima dos 250 bi. Ela não tem muito para onde crescer e, frente o percentual de mercado que ela tem o Cade não permitiria uma aquisição de algum concorrente. 

A Schulz tem ROE melhor que a Ambev e vale menos de 2 bi. Ela está mais focada em reinvestir no próprio negócio então não deve proporcionar muitos dividendos nos próximos trimestres. Contudo, com a reforma tributária, possivelmente muita empresa vai diminuir o payout e focar mais em crescimento. 

Então, estimados amigos, seguirei fazendo alguns ajustes na carteira. Se tiverem sugestões de Small caps, sintam-se confortáveis em indicar. Se possível com o diferencial competitivo e um breve racional do investimento. Desde já, agradeço as sugestões. 

Para este mês era isso que gostaria de compartilhar com vocês.

Aproveito para reforçar o recado de me acompanharem no Instagram e no YouTube.

https://www.instagram.com/investidormiserave/

https://www.youtube.com/results?search_query=investidor+miser%C3%A1vel

Abraços efusivos, bons investimentos e até o próximo mês. 

segunda-feira, 5 de julho de 2021

108ª Compra - TUPY3

 Investimento do mês: Tupy ON


Adquiri 48 unidades a R$ 24,95 o exemplar. 

O valor investido ficou acima da média frente a venda da posição em BR Foods. 



Proventos recebidos em junho:



Composição da carteira:


Desempenho:


Pizza:


Evolução patrimonial:


Histórico de proventos recebidos e aporte (mensal):


Histórico de proventos recebidos e a receber (anual):


Bom dia, boa tarde, boa noite, estimados amigos! Encerramos mais um doze avos do ano e cá estamos nós para mais uma atualização deste humilde projeto amador de investimentos. 

O mês de junho apresentou performance de -2,90%. Apesar da queda de rentabilidade o patrimônio permaneceu acima dos 23k. Considerando os que ainda tenho mais 6 meses de aporte mais os dividendos que serão reinvestidos e uma eventual valorização da bolsa, penso que conseguirei fechar o ano acima dos 25k. 


Tenho que admitir que apelei para alcançar o montante desejado em Tupy com a venda das ações da BRFoods, mas há tempos estava insatisfeito com a performance da BRFS3 e a TUPY3 é uma empresa que pretendo seguir acumulando.

Outro fator que embasa a mudança da posição é que a Tupy é uma small cap com potencial de crescimento (o 4º tri de 2020 foi o melhor da história) e a BRF está inserida num setor de bastante competição e sofre com a alta dos grãos. 

Além da BRF, me desfiz mês passado da Ultrapar. Também estava insatisfeito com a performance dos resultados dela e penso que deveria ter mudado a posição há mais tempo. Outro agravante é a distribuição de dividendos: elas saíram e o fluxo de dividendos não vai ser muito prejudicado. 



Falando em dividendos, com os proventos anunciados pelo Bradesco e Transmissão Paulista, eu vou superar o recorde de proventos recebidos em um ano (R$ 692,59 em 2019). E ainda temos mais meio ano pela frente para colher mais alguns frutos. 

Outra situação que  me deixa otimista no tocante ao recebimento de dividendos para este ano é que na maioria dos anos deste projeto o segundo semestre é mais generoso que o primeiro no pagamento de proventos. 

Que a estatística se mantenha!

Para este mês era isso que gostaria de compartilhar com vocês.

Reforço o recado para me acompanharem no YouTube e Instagram. 

https://www.youtube.com/channel/UCYxoSK4FgwhC86XQcv6nsAw/featured

https://www.instagram.com/investidormiserave/

Bons investimentos, abraços efusivos e até o próximo mês!

quinta-feira, 3 de junho de 2021

107ª Compra - SHUL4

 Investimento do mês: Shulz PN


Adquiri 149 unidades a R$ 10,94 o exemplar.

O valor investido ficou acima da média devido a venda da posição em Ultrapar.



Proventos recebidos em maio:



Composição da carteira:



Desempenho:



Pizza:



Evolução patrimonial (novo recorde):



Histórico de proventos recebidos e aporte (mensal):



Histórico de proventos recebidos e a receber (anual):



Bom dia, boa tarde, boa noite, estimados amigos! Viramos o mês e cá vamos nós para mais uma atualização deste humilde projeto amador de investimentos.

E contrariando as estatísticas, o mês de maio foi bem positivo. O "sell in may and go away" não prevaleceu e o desempenho da carteira ficou em 9,67% no mês e, com isso, positivei no ano: +7,57%. 

No tocante ao recebimento de dividendos, maio também foi generoso: R$ 182,66 de proventos. Considerando o que está provisionado e o que já entrou no ano, faltam R$ 195,36 para superar os R$ 692,59 de 2019. Acredito que chegarei lá pois ainda estamos na metade do ano.

Falando em renda passiva, o mês que mais recebi proventos foi em dezembro de 2019. Este número segue a ser batido, porém este mês de maio foi o melhor da história do projeto.


Em relação ao meu desafio de virar o ano com 100 Tupy, 500 Bradesco, 200 Ambev e 100 TRPL3, vai ficar ousado de alcançar o objetivo uma vez que as ações subiram muito nos últimos dias. Todavia, como estamos nos aproximando do período eleitoral, eu penso que oportunidades poderão surgir, visto que tem candidato de esquerda liderando as pesquisas de intenções de voto. 


Este mês fiz uma alteração na carteira. Troquei a Ultrapar pela Schulz. O racional da venda da posição na Ultrapar está embasado na estagnação dos resultados e a venda da Oxiteno. E o que motivou a migrar este recurso para Schulz, é que a empresa fornecedora mundial de equipamentos de ar comprimido é uma small cap que está em franco crescimento. Abaixo um comparativo de rentabilidade das duas empresas que embasa a troca da posição:



Entendo que a estratégia de Schulz é mais focada em crescimento e que não posso esperar um retorno de dividendos muito relevante (a média do payout de 2018 e 2019 ficou abaixo de 20%). Outro fator que tem de ser considerado é o fato das ações On não terem liquidez. Mas salvo isso, pelo que tenho acompanhado no histórico, ela não tem práticas que lesem o acionista minoritário. Mas vou seguir acompanhando e acumulando quando assim que possível. 

Para este mês era isso que gostaria de compartilhar com vocês.

Reforço o recado para me acompanharem no Instagram e YouTube:

https://www.instagram.com/investidormiserave/

https://www.youtube.com/channel/UCYxoSK4FgwhC86XQcv6nsAw

Abraços efusivos e até o próximo mês!